Preencha os seus dados e imediatamente terá acesso ao contacto.








*campos de preenchimento obrigatório

O número de contacto para o SOS é
(+351 96 802 4121)

 

Odontopediatria

PARA TER UM SORRISO MAIS BONITO E SAUDÁVEL

A Odontopediatria é a área da medicina dentária que promove a saúde oral em bebés, crianças, adolescentes e pacientes com necessidades especiais. O odontopediatra tem como missão prestar cuidados tanto de prevenção como terapêuticos. Assim estimulamos o desenvolvimento de crianças com sorrisos bonitos e saudáveis.

RESPOSTAS PARA AS SUAS DÚVIDAS

Quando se inicia o desenvolvimento dos dentes?

A dentição de leite ou temporária inicia a sua formação durante o primeiro trimestre da gravidez e a dentição de adulto ou definitiva, durante o segundo trimestre. Desta forma qualquer distúrbio que ocorra ao nível da saúde de uma mulher em gestação pode causar perturbações ao nível de ambas as dentições. Incluem-se alguns medicamentos, como as tetraciclinas, que poderão causar alterações cromáticas ou de formação.

Quando se deve realizar a primeira visita ao odontopediatra?

A primeira visita deve ser realizada quando nasce o primeiro dente temporário, por volta dos 6 meses de idade. Nesta primeira consulta deve ser realizado o exame da cavidade oral e fornecidas guias de orientação aos progenitores/responsáveis sobre medidas de prevenção e promoção de saúde oral e conselhos nutricionais.
A segunda visita deverá realizar-se por volta dos 2 ½ – 3 anos de idade, quando se verifica que toda a dentição de leite está erupcionada. O objetivo desta consulta será para observar o desenvolvimento de todas as estruturas oro-faciais e verificar a existência de patologias, como por exemplo a cárie dentária. De acordo com o observado, serão efetuados ajustes às normas de orientação e implementação de cuidados preventivos, tanto em casa como em consultório dentário. A partir desta consulta, o odontopediatra decidirá a periodicidade das consultas subsequentes, consoante a avaliação do risco e da atividade de cárie dentária.

Quando surge o primeiro dente de leite na cavidade oral?

O primeiro dente de leite surge entre os 6 a 8 meses de idade e por volta dos 3 anos de idade, deve verificar-se a erupção dos 20 dentes que completam a dentição temporária. Deve ter-se em conta que existem pequenas variações individuais em termos de timing eruptivo, que frequentemente se atribuem a influências genéticas. Contudo se, por volta dos 12 meses de idade, a criança não apresentar nenhum dente erupcionado, deve consultar um odontopediatra.

Que sintomas podem ser associados a erupção dos dentes de leite e como posso aliviá-los?

Os sintomas que surgem com a erupção dos primeiros dentes são: inflamação gengival (inchaço e gengiva mais avermelhada), hipersalivação (aumento da quantidade de saliva), ansiedade e inquietação, alteração dos hábitos nutricionais, falta de apetite e dificuldade em dormir. A intensidade destes sintomas é geralmente moderada. Se surgir febre, vómitos ou diarreia, deve consultar o pediatra.
De modo a aliviar os sintomas deve limpar a gengiva com uma gaze molhada, 2 a 3 vezes por dia, colocar gel específico sobre as gengivas, prescrito pelo pediatra ou odontopediatra e fornecer mordedores esfriados.

Quando nascem os dentes definitivos?

A erupção da dentição definitiva sofre uma maior variabilidade como consequência da influência de fatores hormonais e diferenças de sexo. Geralmente admite-se que o primeiro dente definitivo a erupcionar é o primeiro molar permanente. Surge por volta dos 6 anos de idade e atrás do segundo molar temporário. Como não “cai” nenhum dente de leite, os progenitores/responsáveis e até mesmo a criança podem não se aperceber. A dentição permanente encontra-se completa, na cavidade oral, até aos 14 anos de idade, com exceção do terceiro molar definitivo ou dente do siso.

A criança deve usar chupeta?

A chupeta satisfaz a necessidade de sucção da criança nos primeiros anos de vida. A sua utilização previne o hábito de sucção digital ou lingual ou até mesmo de outros objetos. Assim sendo, a chupeta é preferível pois o seu uso pode ser interrompido mais facilmente e causa geralmente menores perturbações no desenvolvimento das estruturas orofaciais.

Quando deve ser interrompido o uso da chupeta?

Se forem observadas alterações no desenvolvimento dos maxilares, estas serão autocorrigidas, se o uso de chupeta ou o hábito de sucção digital forem abandonados antes dos 4 anos de idade. Porém se estes hábitos forem mantidos, é possível que estas alterações se tornem permanentes e difíceis de corrigir. Assim sendo deve consultar um odontopediatra que o aconselhará sobre o tratamento e cessação destes hábitos.

Quais os cuidados que devo ter em relação à nutrição do meu filho/filha?

Os hábitos nutricionais saudáveis devem ser adquiridos durante os primeiros anos de vida. Por isso a escolha de alimentos e a aquisição de hábitos saudáveis na criança são muito importantes. Devem ser evitados alimentos que possuam grandes quantidades de açúcar e não deve colocar açúcar nos alimentos ou bebidas que são ingeridos.
Se a criança tiver necessidade de ingerir alimentos/snacks entre as refeições devem evitar-se alimentos açucarados como pastilhas elásticas, rebuçados, bolachas, refrigerantes e sumos de fruta que contenham açúcar. É então recomendada a ingestão de vegetais, fruta, sumos de fruta sem açúcar e queijo.
Os maus hábitos nutricionais provocam o aparecimento de lesões por cárie dentária, como é o caso da ingestão noturna de leite através do biberão e consequente aparecimento da patologia.

Cárie precoce de infância.

O que é a cárie precoce de infância?
A cárie precoce de infância é definida como qualquer estágio da lesão de cárie em qualquer superfície de dentes temporários, numa criança até aos 71 meses de idade.
A ingestão noturna de leite pelo biberão é uma das causas mais comuns para o aparecimento da cárie precoce de infância. Durante o sono a quantidade de saliva decresce e o leite, ou qualquer outro alimento ingerido antes de adormecer, permanece sobre as superfícies dentárias, causando o aparecimento de lesões de cárie. Assim sendo apenas deve ser colocado leite ou água, no biberão e a sua ingestão deve ser diurna e não durante o sono. Não deve colocar sumo ou outros líquidos no biberão, devendo usar-se uma colher para tal, até que a criança tenha capacidade de beber por um copo.
Nunca dar à criança chupeta embebida em açúcar ou mel.

Como deve ser feita a higiene oral nas crianças?

Previamente à erupção dentária, a higiene da cavidade oral deve ser realizada com uma compressa humedecida em água ou soro, para promover a limpeza das gengivas, depois de cada refeição.
Após o nascimento dos primeiros dentes, manter a higiene das gengivas com a compressa e utilizar uma escova com tamanho adequado e pasta dentífrica para efetuar a limpeza das peças dentárias, depois de cada refeição.

Porque é que os dentes de leite são importantes?

Os dentes de leite desempenham funções importantes como estética, mastigação, deglutição, fonação e manutenção de espaços para a correta erupção dos dentes permanentes.
Uma lesão por cárie num dente de leite e consequente abcesso, quando não tratada, pode influenciar a saúde da criança e causar dor e por vezes, febre.
A perda prematura dos dentes de leite poderá provocar:
. Alterações na fonética e dificuldades na fala
– Problemas oclusais e funcionais, consequente falta de espaço para erupção dos dentes definitivos e desenvolvimento incorreto dos maxilares
– Alterações estéticas que comprometem o comportamento social da criança

O que é o flúor?

O flúor é composto que torna os dentes mais resistentes às lesões por cárie dentária. Deve ser administrado em quantidades adequadas de acordo com a idade, área geográfica e alimentação. Por esta razão deve consultar um odontopediatra para que seja informado sobre a dosagem correta e modo de aplicação do flúor, de acordo com as necessidades da criança.

Como devo atuar em caso de traumatismo dentário?

Na dentição de leite
Durante os primeiros anos de vida, em que a criança começa a explorar o mundo que a circunda, existe uma maior propensão para quedas e consequentes traumatismos dentários. Quando ocorre lesão no dente de leite, pode ocorrer comprometimento estético do dente permanente (“mancha” ou deformação da coroa do dente). Caso ocorra avulsão do dente de leite, este não deve ser reimplantado.
Após o traumatismo, deve consultar sempre um odontopediatria para que possa ser efetuado o exame clínico e radiográfico, tratamento se necessário e para que seja aconselhado sobre os cuidados a ter.

Na dentição permanente
Seja qual for o tipo de traumatismo ocorrido, deve sempre consultar o odontopediatra para que seja realizado o exame físico e radiográfico e para que saiba quais os cuidados a ter.
Se tiver ocorrido fratura parcial ou avulsão do dente deve:
1. Procurar o fragmento ou dente completo e segurá-lo pela coroa (parte branca) e não pela raiz (parte amarela);
2. Reimplantar o fragmento ou dente de imediato, se possível;
3. Em caso de contaminação do dente, passar o fragmento ou dente por água da torneira e reimplantá-lo;
4. Manter o fragmento ou dente na posição com o auxílio de um lenço de bolso e dirigir-se imediatamente a um consultório dentário;
5. Se não for possível reimplantar o fragmento ou dente, transportá-lo em leite ou soro. Se não houver leite ou soro disponíveis, transportar o fragmento ou dente na cavidade oral da criança (entre a bochecha e a gengiva);
6. Procure um odontopediatra ou médico dentista urgentemente.

Em ambas as dentições
Se a criança realizar desportos de contacto como rugby, hóquei, karaté, ciclismo, skate ou qualquer outra atividade em que exista a probabilidade de traumatismo na região da face, deve recorrer-se a proteção adicional com capacete e/ou protetor bucal.

CONHEÇA A NOSSA EQUIPA

equipa-joana-castro
Joana Castro
• Licenciada em medicina Dentária pelo ISCSEM.
• Mestre em Odontopediatria pela FMDUP.
• Aluna de doutoramento em Odontopediatria na FMDUP

MARQUE JÁ A SUA CONSULTA

Na sua primeira consulta, fazemos o diagnóstico e elaboramos um plano de tratamento personalizado com um plano de pagamentos à sua medida.