A Ortodontia é a área da Medicina Dentária que diagnostica, previne e trata más oclusões.

 

Como se processa a consulta de ortodontia?

Antes de avançar com o tratamento ortodôntico é necessária uma primeira consulta para recolher todos os dados clínicos e radiográficos necessários para o estudo do caso e diagnostico. Numa segunda consulta será apresentado o plano de tratamento e a opção mais apropriada para cada caso.

Ortodontia é a especialidade da Medicina Dentária que diagnostica, previne e trata más oclusões.

1ª Consulta

Permite a recolha de dados para a elaboração de um plano de tratamento individualizado:

– História clínica

– Fotografias extra-orais e intra-orais

– Radiografias (ortopantomografia e telerradiografia de perfil)

– Modelos de estudo ortodônticos

Estes dados são imprescindíveis para um correto diagnóstico.

 

2ª Consulta

– Apresentação do diagnóstico, plano de tratamento individualizado e orçamento.

– Esclarecimento de todas as dúvidas.

A primeira consulta deve ser realizada após os 5 anos de idade, para ser feita uma avaliação em relação ao desenvolvimento dos maxilares, a erupção dos dentes e avaliar os hábitos orais.

Nessa altura, é possível identificar problemas como a mordida aberta, cruzada ou profunda, apinhamento dentário, perda precoce de dentes de leite e efetuar despiste de hábitos parafuncionais como chuchar no dedo ou interposição da língua ao engolir.

Desta forma, é possível identificar os problemas que devem ser tratados precocemente e aqueles que precisam de um tratamento mais tardio.

Os aparelhos por si só não danificam os dentes. Podem sim prejudicar os dentes o uso de forças excessivas durante o tratamento e má higiene oral por parte dos pacientes.

A adaptação é individual e varia muito, depende de cada pessoa. Habitualmente, a primeira semana é a mais difícil, os dentes costumam ficar sensíveis à pressão, dificultando a capacidade mastigatória. O aparecimento de aftas também pode acontecer. Ultrapassada esta primeira fase de adaptação ao tratamento, só notará pressão nos dentes nos primeiros 2 ou 3 dias, após cada consulta de controlo.

O tratamento ortodôntico completo, dependendo da complexidade do caso e da colaboração do paciente, demora em média 24 meses.

A ortodontia com alinhadores é uma alternativa aos brackets fixos tradicionais e permite uma forma praticamente invisível de alinhar os dentes.

Consiste numa série de alinhadores transparentes e removíveis, fabricados à medida e criados a partir de um tratamento virtual para mover os dentes para a posição desejada. Cada alinhador é ligeiramente diferente do anterior, para que os dentes se movam gradualmente.

Os alinhadores são usados 24 horas por dia, removendo-se apenas para comer e escovar os dentes. Os pacientes usam cada alinhador durante 1 semana e visitam o ortodontista a cada, 4, 6 ou 8 semanas durante o tempo do tratamento.

São vários os benefícios do tratamento ortodôntico como por exemplo a diminuição da incidência de cáries e problemas gengivais/ósseos, pois com os dentes alinhados a higiene oral é mais fácil. O tratamento ortodôntico melhora ainda a relação entre os dentes, reduzindo desta forma problemas periodontais, melhora a função mastigatória e evita o desgaste dentário anormal.